Somma Blog

Empreendedorismo, Provocações, Informações e Conhecimento

Como você se relaciona com o seu chefe?

Postado por Adriana Ferri em Comunicação, Relações Interpessoais, Resultados | outubro 21, 2011 | Deixe seu comentário

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

O relacionamento com o chefe é um dos temas que mais ocupa a cabeça dos profissionais no ambiente coorporativo. O que falar, como agir e como se comportar com eles? Na dúvida, a sugestão é sempre observar primeiro o líder.

De acordo com a professora de Gestão de Recursos Humanos, Vera Lúcia Belisario Baroni, “é o chefe que vai dar o tom do relacionamento”. Não existe uma regra e não se pode esquecer que seres humanos são todos diferentes e imprevisíveis.

Recém-chegado
No caso dos estagiários, ou mesmo daqueles profissionais que acabaram de chegar à empresa, como ainda não se está familiarizado com o ambiente, a melhor estratégia é agir com cautela, sempre baseando sua relação com o chefe na ética e no respeito.

A questão do respeito é fundamental e, no caso dos mais jovens, a atenção deve ser redobrada. O chefe é a liderança dentro da equipe e a hierarquia é algo que deve ser respeitada dentro das organizações, independentemente se os profissionais concordam ou não com o fato desta ou daquela pessoa ter alcançado uma posição de destaque.

Vera comenta que existem muito nas empresas os ‘lideres institucionais’, ou seja, aqueles que se tornaram chefes por conta dos anos de carreira e do acúmulo de experiência, porém, não inspiram admiração nos demais membros da equipe. Os chefes que estão nessa posição, mas que não inspiram admiração, nem sempre conseguem inspirar o respeito dos funcionários. Embora essa seja uma realidade, não há nada que justifique faltar com respeito ou não se submeter à hierarquia, explica Vera.

Momentos e momentos
Ciente de que a relação com o chefe deve ser baseada no respeito e na ética, para apostar em uma maior aproximação com o líder, assegure-se, antes de tudo, que ele está aberto para isso. É aqui que a prática da observação será útil, ou seja, repare como o seu líder se comporta e nas coisas que ele gosta de falar. Além disso, lembre-se que isso é uma relação de duas mãos, ou seja, esforce-se para mostrar que você é uma pessoa confiável.

Para isso, Vera aconselha a ficar sempre longe de fofocas, evitar se envolver em discussões e não participar das reclamações dos outros funcionários. A lógica é simples: se seu chefe vê que você está reclamando de alguém, ele pode pensar que o próximo da lista, alvo de suas reclamações, será ele mesmo.

Feita a sua parte, Vera ainda aconselha que, se o chefe der abertura, ou seja, mostrar-se disposto a uma maior aproximação, o funcionário, seja ele quem for, deve sempre aproveitar as oportunidades para criar um relacionamento mais próximo. Isso é interessante não porque a pessoa em questão é o chefe, mas sim porque relacionamentos mais próximos facilitam o trabalho em equipe, aumentam a confiança entre os funcionários e fortalecem o time.

Há também que se observar que existem momentos e momentos para falar de determinados assuntos. Na hora do expediente é o momento de ser profissional, de falar sobre as tarefas, sobre os projetos, sobre os objetivos e as metas. Nas horas mais “relax”, como um happy hour ou uma confraternização dos aniversariantes do mês, aí sim você pode se aventurar por outros assuntos, mas sempre observando o espaço que o chefe está estabelecendo.

Artigo de: Viviam Klanfer Nunes

Bookmark and Share

Tags: > > > > >

Comentários

Deixe o seu comentário