Somma Blog

Empreendedorismo, Provocações, Informações e Conhecimento

Conflitos + Gestão = Inovação

Postado por Flávio Lettieri em Motivação, Relações Interpessoais, Resultados | agosto 16, 2016 | 1 Comentário

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Screenshot 2014-07-04 13.08.07Segundo estimativas, só nos EUA, o custo com conflitos chega a quase meio bilhão de dólares por ano.

Conflitos bloqueiam a comunicação, reduzem a performance, diminuem a motivação e aumentam o stress, fazendo com que muitas pessoas inteligentes se tornem bem menos produtivas quando precisam trabalhar em equipe ou sob pressão.

Por outro lado, conflitos bem administrados podem ser uma grande fonte de inspiração e inovação.

Segundo artigo recentemente publicado na Harvard Business Review, bons conflitos favorecem o debate respeitoso e levam a soluções mutuamente planejadas que, geralmente, são bem superiores às respostas originais.

Por outro lado, os maus conflitos, que surgem quando os membros de uma equipe simplesmente não conseguem resolver suas diferenças, acabam aniquilando a produtividade e sufocando a inovação.

Diante disso, ficamos com uma pergunta óbvia, mas cuja resposta nem sempre é tão simples assim: “Como transformar conflitos em relações produtivas?”

O primeiro ponto é entendermos a fonte dos conflitos: as motivações humanas.

Enquanto o comportamento é aquilo que fazemos e que fica visível para todos, a motivação é a razão pela qual fazemos o que fazemos. Os motivos que nos levam a agirmos de determinada maneira. Algo que não é perceptível para os outros e, por vezes, nem para nós mesmos.

Segundo a Teoria da Consciência dos Relacionamentos, do Dr. Elias Porter, colega e contemporâneo de Erich Fromm e Carl Rogers, tudo o que fazemos tem a intenção positiva de satisfazer as nossas motivações internas ou necessidades motivacionais.

Segundo o Dr. Porter, são as nossas motivações que determinam aquilo que fazemos, onde focamos a nossa atenção e o que valorizamos, em nós e nos outros.

Como pessoas diferentes possuem diferentes motivações é natural que valorizem diferentes comportamentos, atribuindo um maior valor a uma forma de agir em detrimento de outras. E, consequentemente, desvalorizando e desconsiderando certas formas de agir e pensar das outras pessoas.

Nessas diferenças residem as raízes mais profundas dos conflitos.

O segundo ponto é percebermos que olhamos para o mundo segundo a nossa própria ótica. São os nossos filtros pessoais, baseados em crenças e valores, que determinam a nossa visão e compreensão do mundo à nossa volta. “Não percebemos o mundo como ele é e sim como nós somos”.

Esse processo natural e inconsciente, leva-nos a usar aquilo que Peter Senge descreve brilhantemente em sua Teoria da Quinta Disciplina: “A inferência”.

Em lógica, a inferência é uma operação intelectual por meio da qual se afirma a verdade de uma proposição em decorrência de sua ligação com outras já reconhecidas como verdadeiras.

Porém, nas relações humanas, as inferências podem ser conclusões precipitadas que nos fazem julgar os outros segundo os nossos filtros pessoais.

Assim, quando algo no comportamento do outro nos desagrada, a nossa primeira reação é criar um juízo de valor, julgar seu comportamento e, via de regra, entrarmos em uma rota de colisão com a outra pessoa.

Por isso, o que Peter Senge nos propõe é desafiarmos as nossas crenças e pressupostos e, ao invés de tomarmos decisões precipitadas e conflituosas, investigarmos as razões do outro em agir de determinada forma.

Buscarmos compreender a sua motivação e a sua intenção positiva por trás do que faz e, com isso, minimizarmos os conflitos e melhorar os nossos relacionamentos.

Quando fazemos isso, passamos a entender que a atitude do outro não tem nada de pessoal conosco.

Ele apenas está, assim como nós e como qualquer ser humano, buscando uma forma de agir que atenda às suas motivações.

A verdade é que somos seres em uma eterna busca pelo bem estar pessoal. Por vezes, enxergamos os outros como barreiras nessa busca pelo simples fato de agirmos baseados nos pressupostos errados.

Certamente, mudar esse paradigma não é fácil. Mas, com certeza é algo que traz uma enorme recompensa!

Um carinhoso abraço!

Clique aqui e deixe o seu comentário.

Flávio Lettieri é Sócio Diretor da Somma Consultoria. É Certificado pela Personal Strenghts para a aplicação de Programas para Gestão de Conflitos e Melhoria do Clima Organizacional. Visite nosso site www.sommaonline.com.br 

Bookmark and Share

Tags: > > > > > > > > >

Comentários

One Response to “Conflitos + Gestão = Inovação”

  1. Monica Ferrari
    setembro 2nd, 2016 @ 17:09

    Excelente texto com pontos muito consistentes explorados por Elias Porter no SDI

Deixe o seu comentário